Adeus e obrigado, de Kiko

E aí pessoal. Quem está escrevendo é o Kiko, se lembram de mim? Nesta postagem eu vou falar um pouco sobre a minha história no Club Penguin e mostrar algumas reflexões. Me inspirei na postagem anterior, escrita pelo Ecko, e esta será provavelmente a minha última redação sobre o jogo. Não poderia ficar mais feliz por fazê-la neste blog que sempre foi tão querido para mim.

Eu criei a minha primeira conta no Club Penguin pela primeira vez em Abril de 2010. Os meus amigos jogavam na época e eu decidi criar uma conta para experimentar. No entanto, eu não tinha internet em casa, então só comecei a jogar verdadeiramente em Setembro do mesmo ano. Entrei para a blogosfera através de um pequeno acontecimento. Eu tinha entrado no jogo e via um monte de pinguins usando uma jaqueta verde, que eu desconhecia. Foi então que após muito tempo procurando, me deparei com um blog entre outros que me deu a conhecer muitas pessoas com quem ainda hoje falo. Eu também queria fazer parte de uma equipe, redigir, trabalhar em um blog bem sucedido. Foi então que mais tarde criei o que viria a ser um blog "de qualidade", um blog bem básico mas que tinha uma pequena família, o Club Penguin Magazine. Mais tarde, fui treinando as minhas postagens durante muito tempo e passei por diversos blogs pequenos, pois eu não era aceite nos blogs em que queria entrar. Foi então que consegui entrar no Frozen Club Penguin, um blog conhecido na época, que me abriu as portas para vários blogs de topo, o que deu também origem à minha promoção a diretor, sub dono e, mais tarde, dono, do Portal Club Penguin. O Portal Club Penguin me ajudou imenso a desenvolver a minha capacidade de administração e de liderança, e desenvolveu também o meu gosto pelo design gráfico. São coisas de que ainda hoje gosto, e que se encontram incluídas na área que pretendo seguir, Marketing, uma área onde posso desenvolver a minha criatividade, que é o que mais gosto. É incrível como um simples jogo de pinguins consegue mudar tanta coisa nas nossas vidas, não é mesmo? Um simples jogo que nos ajuda a descobrir os nossos talentos e a descobrir gostos que nunca teríamos descoberto sem ele. Jogadores que viram programadores do facebook, web designers, blogueiros, tudo graças ao Club Penguin. Para além disso, conheci pessoas fantásticas aqui, algumas ainda presentes na comunidade e neste mesmo blog. Conheci também o meu melhor amigo, uma amizade que já não é só uma amizade virtual. Alguns dizem que o Club Penguin é um jogo de crianças, um meme, uma piada, mas para mim, para além de uma fonte de conhecimento, este jogo foi uma fonte especial de carinho que eu vou sempre guardar no meu coração. Essa é a magia do jogo e da comunidade, e se há algo em que eu tenho orgulho, é em ter feito parte desta. É com tristeza que me despeço deste jogo, mas é com felicidade que guardo todas as memórias para mais tarde recordar. Agora, digo adeus, não como Oficialkiko, mas como Francisco. Obrigado por tudo, Club Penguin.


Tecnologia do Blogger.