[Hearthstone] Resumo da Live P&R – Ano do Mamute


Olá, gente! Ben Brode e Mike Donalds fizeram uma sessão de P&R no Twitch onde falaram das novidades que vão chegar com o novo Ano do Mamute e responderam a várias perguntas colocadas pelos jogadores. Se perderam a live e querem saber os principais aspetos focados vejam o nosso resumo abaixo. Para assistirem à sessão completa cliquem aqui.

Visão geral do Ano do Mamute
  • O Ano do Mamute começa com o lançamento da próxima expansão. Quando começar, as cartas dos conjuntos Montanha de Rocha Negra, Grande Torneio e Liga dos Exploradores passarão a ser exclusivas do modo Livre.
     Hall da Fama
  • Vamos ter um novo conjunto, o Hall da Fama, para onde irão seis cartas do conjunto Clássico. São cartas que aparecem em vários decks desde o lançamento ou que estão a limitar o futuro. Tirando-as do Padrão o o jogo vai ficar mais fresco. Mas vão poder continuar a ser utilizadas no modo Livre.
  • As cartas que entram para o Hall da Fama não aparecerão mais nos packs Clássicos mas podem ser criadas com Pó Arcano como qualquer outra carta do Livre. As cartas do Hall da Fama também poderão ser desencantadas.
  • Não há regras rígidas sobre a decisão de se uma carta deve ser nerfada ou movida para o Hall da Fama. No entanto, cartas Clássicas que se tornem demasiado dominantes são mais susceptíveis de ser deslocadas para o Hall  da Fama e cartas de Aventuras ou Expansões mais propensas a serem nerfadas.
     Expansões e missões
  • Vamos ter 3 Expansões em vez de termos Expansões e Aventuras, como era habitual. Isso trará maior divertimento ao jogo e as Expansões têm maior impacto no meta que as Aventuras.
  • Serão introduzidas missões de um único jogador nas Expansões (a primeira vai ser introduzida na segunda Expansão) que serão recompensadas com packs de cartas. Essas missões serão grátis e mais difíceis do que eram as Aventuras. As missões não terão modo Heróico mas isso pode ser mudado no futuro.
  • As 3 Expansões por ano não vão tornar o Hearthstone mais caro. Eles estarão atentos a isso porque o Herthstone deve manter-se um jogo Free to Play. Há formas compensar os jogadores, algumas das quais já foram pensadas, como dar mais packs gratuitos aos jogadores.
Modo Padrão
  • Este ano vão mudar 6 cartas do conjunto Clássico para o Hall da Fama mas no futuro poderão mudar mais pois querem que o modo Padrão seja fresco e eles não querem decks a usar mais de 20 cartas Clássicas pois acham que usar até 13 a 15 cartas, ou seja, usar mais cartas das Expansões que do Clássico, é mais saudável.
  • Querem afastar do Padrão grandes quantidades de “dano explosivo”. O Poder Esmagador do Bruxo não era um propriamente um problema para o Padrão, mas querem dar ao Bruxo alguns feitiços novos para jogar em seu lugar e também querem evitar possíveis danos explosivos.
  • O Leiloeiro de Geringontzan esteve muito perto de ser colocado no Hall da Fama mas acham que a carta é divertida de jogar e como é difícil utilizá-la corretamente distingue os jogadores que não sabem como jogar com "decks difíceis" daqueles que realmente os dominam. Vão mantê-la por mais um ano, se ela se mostrar menos problemática não vão removê-la mas podem fazer alterações ou até mudá-la  para Hall da Fama a qualquer momento
Modo Livre
  • Quando lançarem o Ano do Mamute eles esperam entusiasmo da comunidade com o modo Livre. No entanto há jogadores que acham que eles não apoiam este modo de jogo suficientemente e que o tratam como um depósito de lixo para onde removem as cartas do Padrão. Eles sentem que falharam com o modo Livre e querem trabalhar para corrigir isso.
  • Com a rotação de cartas e os novos recursos, a Taverna Heroica com formato Livre, acham que o modo Livre ficará mais entusiasmante. Será muito mais divertido e original onde devemos ver decks incríveis com cartas que nunca jogavam juntas no Padrão.
  • No futuro, o ranking da temporada Livre vai passar a ser publicados no blog oficial.
  • Ainda não nerfaram nenhuma carta no modo Livre mas se verificarem que uma determinada carta é problemática podem fazê-lo pois colocá-la no Hall da Fama não mudaria nada.
Ranqueado
  • Os patamares no modo Ranqueado nos levels 5, 10 . 15 e 20 é já um melhoramento mas não resolvem todos os problemas. Uma das vantagens dos patamares é que quando se atinge um patamar não se é obrigado a jogar um baralho competitivo para permanecer lá e aí podem-se testar outros decks sem cair de ranque.
  • Atualmente, pelo menos 40% dos jogadores do ranqueado estão próximos do rank 20 (neste grupo encontram-se jogadores com níveis de habilidade muito diferente) mas, normalmente, os jogadores só acham que estão no meio da tabela quando estão no ranque 12, embora na realidade estejam melhor que a maioria. Por outro lado, os jogadores de alto nível, que são muito menos, estão distribuídos por muitos níveis. Temos 2% da população distribuída entre os tanques 5-1 e Lenda, enquanto 40% estão todos juntos num único ranque, o 20. Em seus testes para melhorar a experiência no ranqueado, o número de jogadores em Lenda aumentou maciçamente mas eles não querem isso para o ranque Lenda não perder o seu prestígio. O foco da equipe é encontrar uma solução que resolva os problemas do ranqueado mas que não crie novos problemas. Estão a considerar outras medidas como modificar os resets mensais de modo a não moverem os jogadores para ranques muito diferentes daqueles em que se encontravam.
  • A equipe do Hearthstone tem em vista mais mudanças no sistema ranqueado, mas ainda não estão prontos para as anunciar.
Mecânicas de Jogo, Cartas e Decks

  • É importante ter uma grande variedade decks no Hearthstone, incluindo decks de Combo e eles querem incluir algumas ferramentas de combo em cada expansão para tornar esses decks possíveis mas não poderosos demais.
  • Decks de Combo em geral são problemáticos. Eles não gostam combos OTK (ou qualquer combos que matem o adversário de forma imediata). Eles preferem outro tipo de combos - por exemplo, os que adicionam vantagem de mesa, de cartas, os que precisam de vários turnos para ser desenvolvidos e, assim, desencadear seus efeitos.ou outros.
  • Estão a experimentar mecânicas como Último Suspiro, e vários truques para a classe Ladino, incluindo uma mecânica de "roubo". Eles acham que também é importante ter alguns decks "divertidos".
  • A Blizzard não sente a necessidade de promover certos tipos de decks como muitos sites da comunidade fazem.
  • Quiseram moderar um pouco a potência de algumas cartas Aggro porque o Reno Jackson, que é um dos melhores counters dos Aggro, vai sair do Padrão muito em breve. Ponderaram nerfar mais cartas para além do Bucaneiro Café-Pequeno e Garras Espirituais. No entanto, eles não queriam nerfar as cartas Classicas (preferem movê-las para o Hall da Fama como vão fazer com algumas) nem as de 2015 que vão rodar para o Livre muito em breve (o Bucaneiro Café-Pequeno e Garras Espirituais ainda vão ficar no Padrão por mais de um ano).
  • Não vão acontecer buffs em cartas. Buffar cartas Clássicas aumenta o problema que querem resolver da presença excessiva do conjunto Classico. Há cartas que não tem como objetivo ser poderosas mas sim entrar em decks de diversão. Há também cartas que podem parecem ser ruins agora, mas podem vir a ser boas no futuro. É por isso que, em vez de buffar cartas, preferem lançar novas cartas que as torne mais fortes e incentive o seu uso.
Servidor de Teste Público
  • Um dos maiores problemas atuais e determinar por quanto tempo um novo conteúdo vai ser divertido. Com um Servidor de Teste Público (PTR) daria para testar esse aspeto bem como alterações no balanceamento. Mas há sempre o risco de as pessoas compreenderem e anteciparem as mudanças antes delas serem divulgadas oficialmente.