[Hearthstone] Ben Brode fala do meta, do balanceamento e anuncia patch de balanceamento


Olá, gente! Ben Brode fez uma postagem, no fórum da Blizzard, sobre vários aspetos relacionados com o meta de Hearthstone, o balanceamento e a classe Xamã e, ainda, anunciou um patch de balanceamento para o fim de fevereiro. Vejam abaixo a tradução da postagem feita por este desenvolvedor do jogo.
Olá a todos!

Eu tenho lido bastante feedback sobre o estado do jogo, se os piratas são bons demais e se o Xamã é bom demais. Também estou vendo muita gente interrogar-se sobre o que estamos a planear fazer sobre alguns das questões atuais.

Gostaria de começar por dizer que realmente apreciamos todos os vossos comentários. Acho que o Hearthstone está no seu melhor quando a equipe de desenvolvimento e a comunidade discutem e compartilham ideias uma com a outra. Estas são questões reais e ouvir sobre as vossas experiências tem sido útil para nós na determinação dos próximos passos.

Então, hoje, eu queria falar um pouco sobre o meta, potenciais nerfs, e sobre o que nós achamos do balanceamento.

Para começar, eu queria definir alguns termos. São termos comuns, por isso poderá não haver revelações aqui, mas é útil para garantir de que estamos falando sobre as mesmas coisas, e como esses termos (que são comuns a todos os jogos) são especificamente utilizados em relação ao Hearthstone.

Sobre o Meta

O Meta é abreviação de "metagame". O jogo é o que acontece quando você clica em "Jogar" e vê a roleta. O metagame é o que acontece fora do jogo. É o deck que você escolhe para jogar. São os decks que os seus adversários escolhem para jogar. Algumas pessoas definem "metagame" como literalmente tudo o que está relacionado com o jogo, incluindo conversar sobre ele com amigos, ler informações sobre ele on-line ou antecipar o próximo conteúdo. A comunidade de Hearthstone usa-o mais freqüentemente como "todos os decks que todos estão a usar" e frequentemente mais especificamente como "os top X decks ". Se há 7 decks que todos podemos ver jogar o suficiente e que você vê repetidas vezes enquanto joga, você pode dizer que esses decks são "o meta". Se você estiver a jogar com um deck que as pessoas não vêem com freqüência, você está a jogar "off meta". Se você construir um deck especificamente para vencer um deck mais popular, então você está a jogar para contrariar (counter) o meta. Não importa se um deck é bom ou mau, o que afeta mais o meta é a freqüência com que um deck aparece. É importante notar que decks ruins podem fazer parte do "meta" e decks bons podem não estar ainda suficientemente divulgados para se terem tornado parte do "meta".

Sobre o balanceamento

O balanceamento pode significar coisas diferentes em contextos diferentes. Às vezes, usamos para descrever o nível de força relativa entre as coisas. Às vezes, usamos para descrever quantas vezes as coisas estão a ser usadas em relação umas às outras. E há uma relação complexa entre essas duas métricas.

Por exemplo, uma classe pode ter uma taxa de vitória muito alta, em relação a outras. Isso não é equilibrado. Quando isso acontece, mais pessoas tendem a focar-se nessa classe, aumentando a taxa de jogo. Eventualmente, essa classe tornar-se-á mais jogada do que outras classes. Isso também não é equilibrado, e é o desequilíbrio mais preocupante.

Acreditamos que, na sua essência, o Hearthstone é mais divertido quando você está a ter uma variedade de experiências. Nós aleatorizamos a ordem das cartas nos seus decks, restringimos a 2 cópias de cada carta, e limitamos o tamanho da mão e o valor do "draw card" para ajudar a criar experiências diferentes em cada jogo. Lançamos cartas com efeitos aleatórios parcialmente por este motivo. Mas uma das melhores formas de lhe dar experiências diferentes (e problemas para resolver) em cada jogo é dar-lhe oponentes diferentes com decks diferentes. Também lançamos novas cartas porque, mesmo assim, todas essas coisas não são suficientes para manter as coisas diversificadas ao longo do tempo.

Há jogos com menos variedade (como o Xadrez), que continuam a ser muito profundos. Mas nós acreditamos que permitir a criatividade na construção do deck e dar aos jogadores problemas novos e diferentes para resolver é realmente divertido.

O valor do balanceamento é, então, continuar a dar aos jogadores experiências diversificadas.

Isso não quer dizer que o papel de cada carta seja competir por um lugar num deck competitivo. Algumas cartas (como Senescal Executus), destinam-se a ser muito divertidas para jogadores que gostam de grandes momentos impactantes. Outras cartas são destinadas a ser desafios na construção de decks  para jogadores que gostam de experimentar com cartas que outros têm considerado fracas (Hobgoblin). Algumas são destinadas a ser suportes para a aprendizagem ou comparação. ("Isto é como o Yeti Ventogelante, mas melhor! Isso deve ser bom!")

Estatísticas e o Estado do Meta

Eu queria examinar algumas estatísticas do meta atual e referir como nós as analisamos.

Nas últimas duas semanas, 30% dos jogadores estão usando o Xamã no ranque Lenda. Se você incluir todos os ranques, 17% dos jogadores estão a jogar com o Xamã. Isso inclui vários decks: Aggro ShamanShaman MidrangeControl Shaman e Jade Shaman.

O pior ponto de desequilíbrio na nossa história foi o Undertaker Hunter, onde o Caçador era jogado por 35% dos jogadores em todos os ranques.

O "conjunto" pirata de Bucaneiro Café-Pequeno e Remendo, o Pirata é jogado em cerca de 50% de todos os decks do rank 5 e superiores.

A taxa de vitória média do melhor deck no meta é de 53%. Historicamente, nunca houve um "melhor deck" com menor taxa de vitória. Dito de outra forma, este é o pior "melhor deck" na história do Hearthstone. A taxa de vitória é consistente em todos os ranques, embora os jogadores individuais tenham grandes variações de acordo com as experiências individuais. Não incluímos "mirror matches" em nossos cálculos.

A maior taxa de vitória de todos os tempos foi Undertaker Hunter rondando os 60%.

Quando avaliamos o equilíbrio, olhamos para a taxa de vitória de decks e classes, comparamos com o ideal impossível (50%), e com o pior caso (60%). Sabendo que 50% é impossível, só queremos que ele seja "próximo". Isto não é uma ciência, mas para nós, tem sido tradicionalmente entre 53% e 56%. No entanto, esta não é a métrica mais importante. Se um deck tem uma taxa de vitória de 70%, mas apenas um grupo de jogadores está a jogá-lo, isso é ótimo. Ele não causa problemas de jogabilidade não-variante ... ainda. Tradicionalmente, quando um deck tem uma taxa de vitória muito alta, as pessoas começam a copiá-lo, e torna-se uma parte maior e maior do meta. Outra consideração importante para nós neste ponto são os "Counters".

Quando um deck perde para cartas específicas ou outros decks, se esse deck cresce em popularidade os jogadores podem ser recompensados ​​por jogar esses "counters". Se um deck já se tornou 60% do meta, mas havia um deck que facilmente o batia, então você poderia ter uma taxa de vitória de 60% jogando com esse deck, e ele se tornar-se-ia o novo melhor deck do meta. Esse fenómeno faz com que metas mudem ao longo do tempo. Vimos que até ao momento desde o lançamento de Gadgetzan que o Pirate Warrior atingiu picos de 30%, mas ao longo do tempo diminui para valores tão baixos quanto 10% . Houve também alguns dias em que o Reno Warlock foi o deck dominante e que Rogue foi o deck dominante em níveis de habilidade muito alta. Quando o meta ainda está a mudar, nós não gostamos de fazer alterações em cartas.

Neste momento, o Aggro Shaman é um dos nossos decks com maior taxa de vitória, mas tem uma taxa de vitória de 35% contra o Control Warrior, que é ajustado para vencê-lo. O Reno Mage também é um mau jogo para eles. Isso significa que se tornou "correto" jogar de Control Warrior? Depende dos outros decks no meta, e se o Aggro Shaman continua a tornar-se mais popular. Fibonacci recentemente tirou proveito do meta previsível e construiu um deck de Control Warrior que se mostrou muito bom contra o Aggro Shaman.

Acreditamos que é importante deixar que os bons jogadores reconheçam as mudanças no meta e capitalizem os seus conhecimentos antes que o meta e a "solução" mudem. Esta é uma das maiores razões pelas quais nós não nerfamos cartas com muita freqüência. Quando os meta estagnam por muito tempo; Quando não há bons counters; Quando os melhores decks não são divertidos de jogar ou perdem; Estas são as razões pelas quais fizemos ajustes no balanceamento no passado. Se um deck é popular por algumas semanas, isso não é por si só uma razão para fazer um nerf. Teremos que nos preocupar com a diversão, com não estar a ver nenhuma contra-estratégia emergente, ou estar longe o suficiente de uma nova versão de conteúdo para estarmos preocupados com a estagnação por um longo tempo.

Então isso trás-nos a hoje. Outra consideração para fazer um ajuste no balanceamento é o planeamento em torno de um patch para cada uma das nossas plataformas. Estamos trabalhando na capacidade de canalizar os ajustes de balanceamento (e outros conteúdos) diretamente para os dispositivos dos jogadores, mas até que tenhamos essa capacidade, precisamos liberar um patch para fazer uma alteração numa carta. O nosso próximo patch está planeado para o final deste mês. De qualquer forma você pode esperar um anúncio nosso sobre as mudanças de balanceamento cerca de uma semana antes da implantação do patch.

Resumindo,
  • Quanto ao meta atual verifica-se que, durante as últimas duas semanas, há 30% dos jogadores do ranque Lenda a jogar com o Xamã. Ma quando se tem em conta todos os ranques são apenas 17%. Isso inclui vários decks de Xamã-
  • O pior ponto de desequilíbrio na história do jogo foi o Undertaker Hunter, onde o Caçador era jogado por 35% dos jogadores em todos os ranques.
  • As cartas de pirata "Bucaneiro Café-Pequeno" + "Remendo, o Pirata" são jogado em cerca de 50% de todos os decks do rank 5 e superiores
  • O deck com maior taxa de vitória é o Aggro Shaman de Jade, 53%, mas existem decks para o contrariar como o Control Warrior, contra o qual só 35% de vitórias.
  • O próximo patch de balanceamento está está planeado para o final deste mês mas podemos esperar um anúncio sobre as mudanças de balanceamento cerca de uma semana antes da implantação do patch.

O que acharam das novidades? O que esperam que seja feito relativamente ao balanceamento de cartas? Comentem, deixando-nos as sua opiniões e expectativas.

Joaninha
Tecnologia do Blogger.